REFLITA

Dicas para evitar o desperdício de alimentos em meio a pandemia.

Em função da pandemia do COVID-19, as pessoas em geral passaram a comprar em quantidades para estocar, evitando assim, ir muitas vezes aos mercados. Mas levando a quantidades sem precedentes de desperdício de alimentos. Ao mesmo tempo, restaurantes e produtores estão tendo que jogar fora alimentos não vendidos e não utilizados.

Para ajudar a diminuir o impacto, siga estas dicas em casa para reduzir o desperdício de alimentos durante e após este momento de pandemia.

Por A gota

O desperdício doméstico de alimentos representa cerca de 8% das emissões de gases de efeito estufa. Sem falar no desperdício a nível industrial e grandes produções agrícolas. Além de serem quantidades que poderiam alimentar milhares de pessoas que passam fome.

É tempo de repensar os hábitos diários em todos os níveis e os impactos que os mesmos trazem ao mundo. Para começar, siga alguns passos para evitar o desperdício alimentar:

Planejar com antecedência

Planeje suas refeições com antecedência para garantir que nenhum alimento seja desperdiçado.

Faça sempre uma lista de compras antes de ir ao supermercado. Algo tão simples que pode economizar tempo, dinheiro e comida. Não esqueça de confirmar o que tem em casa antes, para não colocar na lista algum produto que ainda tenha.

Tente novas receitas

Há várias maneiras de reaproveitar alimentos em novas receitas. Basta pesquisar na internet e terá uma vasta lista de opções. Tanto para alimentos já prontos quanto para aqueles que ficarão fora do prazo e você não sabe o que fazer com eles.

Restos de um frango assado, por exemplo, você pode fazer uma canja (acredite, fica muito bom), ou uma salada de macarrão, ou recheio para uma torta salgada… há muitas opções. Use a criatividade.

Conserve ou Congele

Tem vegetais que estão quase estragando? Faça conserva. É muito simples de fazer, veja na internet, há muitas ideias e explicações de como fazer, como este da Receitaria.

No caso das frutas, pode fazer geleias, aqui há uma série de ideias. Além de poder reaproveitar as frutas em bolos e outros doces.

Também pode congelar. As bananas, por exemplo, basta descascá-las, cortar em rodelas e congelar em um saco e depois usar para vitaminas. O mesmo para outras frutas, que poderão ser utilizadas para vitaminas, sucos e geleias.

Pode fazer o mesmo com os vegetais e utilizá-los em sopas ou cremes, ensopados, picadinhos. Além de evitar o desperdício, facilita muito na hora de cozinhar, pois basta colocar na panela, sem precisar descascar e cortar, pois já estará adiantada esta parte.

Reutilize o que seria descartado

Guarde as hastes de cogumelos não utilizadas, as extremidades da cebola, os talinhos das ervas, as ramas da cenoura ou da beterraba, por exemplo e congele para usar em um caldo para sopas ou risotos, ou mesmo para bolinhos.

O mesmo serve para a carcaça de frango e ossos de outras carnes. Embora demore algumas horas para concluir, fazer caldo de osso é simples e uma ótima maneira de obter nutrientes e proteína. Veja aqui os benefícios do caldo de ossos para a saúde.

Aprenda como fazer legumes e verduras durarem mais

Se você notar que alguns de seus produtos estão começando a murchar na geladeira, revitalize-os. Alguns vegetais, como alface, são revigorados com um banho de água gelada.

Outros durarão mais se você mantiver os talos úmidos, envolvendo-os com uma toalha de papel umidecida ou guardando-os na vertical em um copo de água na geladeira.

Confira mais algumas dicas importantes de como conservar os legumes aqui.

Prazo de validade

Os rótulos dos alimentos devem trazer sempre o prazo de validade, isto é, a data limite em que o mesmo poderá ser consumido em segurança.

Por medida de segurança, as empresas costumam colocar prazos menores do que os que obtêm nos testes, simulações e processos de acompanhamento que fazem aos produtos. Portanto, pode consumir o produto pouco depois de ter passada a validade, mas tendo a consciência de que o mesmo poderá ter um aroma e sabor diferente, além de que não poderá reclamar se tiver algum distúrbio estomacal.

Mas tudo dependerá do tipo de alimento. Alguns, como iogurtes, aguentam bem mais do que o prazo estabelecido. Saiba mais sobre este assunto aqui.

Compartilhe

Comprou a mais ou vai passar a validade de algum ou muitos produtos? Ou cozinhou em grande quantidade, sobrou e não quer fazer nada do sugerido acima? Compartilhe, doe.

Deixe em uma embalagem desinfectada a porta do vizinho (avise antes é claro), ou de um familiar. Ou doe a uma instituição que esteja distribuindo alimentos aos mais carenciados. Mas não desperdice.

Compartilhe estas ideias. Importe-se. Faça a sua parte.

Reflita!

Fotos: unsplah.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s