CUIDE-SE

4 opções mais saudáveis do que o açúcar de cana.

De conhecimento de todos, o açúcar, seja ele qual for, se consumido em excesso faz mal a saúde. A questão é que o açúcar não está apenas na sobremesa, no cafezinho ou na bebida. Ele está, inclusive, em pratos salgados e principalmente em alimentos industrializados e em proporções maiores do que o seu palato detecta.

E inclusive nos vegetais, frutas, no leite, no mel… Além dos carboidratos que se transformam em açúcar no nosso organismo.

Se você parar para somar todas as gramas que ingere de açúcar no dia ficará espantado. Isto porquê existem vários tipos de açúcar. Uns mais saudáveis do que outros, por conterem vitaminas e minerais, mas todos eles, em excesso, fazem muito mal a saúde.

No entanto, o açúcar é necessário pois contribui para as calorias que precisamos para termos energia. Então, tudo vai depender do tipo de alimentação que você tem, dos tipos de adoçantes naturais ou não que consome (adoçante natural = açúcares), a quantidade e o quanto você gasta.

Consulte um médico especialista

É aqui que um médico especialista, como um nutricionista, poderá ajudar você a descobrir e adaptar a sua alimentação e a ingestão de açúcar, para aquilo que você precisa.

Se você não for diabético e não tiver outros problemas de saúde afetados diretamente ao consumo de açúcares, pode substituir o uso livre (aquele em que você adiciona) por adoçantes naturais.

Aqui listamos alguns adoçantes naturais que podem substituir o tradicional açúcar refinado e que são considerados os melhores, embora, mesmo estes, tenham senãos.

Sendo assim, devem ser consumidos moderadamente e caso você tenha algum problema de saúde como diabetes, obesidade, entre outros, deve consultar o seu médico antes de os consumir.

Stevia

Stevia

Derivado da planta Stevia rebaudiana (da América do Sul), é um adoçante com zero caloria e baixo índice glicêmico.

O ideal é consumir a estévia orgânica crua que ainda está em sua forma verde. Caso contrário, a altamente processada pode conter produtos químicos como conservantes.

Embora a planta da estévia tenha muitas propriedades e potencial terapêutico para ajudar no controle do peso e na saúde metabólica, também há o outro lado a ser considerado.

Por exemplo, alguns estudos mostram a capacidade da estévia de afetar os hormônios. Então, na dúvida, melhor evitar caso você tenha problemas hormonais.

xarope de bordo

Maple syrup (xarope de àcer ou bordo)

xarope de ácer, mais conhecido no mundo como maple syrup, é a seiva circulante das árvores de Ácer. O xarope 100% orgânico puro é um dos adoçantes naturais mais saudáveis, sendo uma alternativa muito melhor ao açúcar tradicional.

Este xarope contém uma boa quantidade de minerais essenciais como zinco e manganês (junto com um pouco de cálcio, potássio e ferro) e uma variedade de antioxidantes fenólicos (pelo menos 24 tipos diferentes )

É obtido diretamente da seiva da árvore, através de um processamento mínimo para atingir sua forma convencional (geralmente apenas pelo aquecimento para evaporar a água) .

Quanto mais escuro o xarope de ácer, melhor, pois contém uma quantidade maior de antioxidantes. Independentemente dessas características benéficas, lembre-se de que o xarope de ácer ainda está cheio de açúcar, então moderação é fundamental.

Açúcar da fruta dos monges

Monk Fruit (Fruta dos monges)

O adoçante feito da fruta dos monges possui baixo teor de carboidratos. É fermentado da polpa da fruta, o que remove os açúcares, mas deixa um sabor doce residual. Usado por centenas de anos em países asiáticos onde é colhido, esta fruta contém antioxidantes benéficos chamados mogrosídeos.

Por causa disso, tem sido usado como um método antioxidante e antiinflamatório natural por séculos na medicina chinesa.

Útil para reduzir a ingestão de calorias e minimizar as respostas de glicose e insulina após uma refeição, a fruta do monge tem benefícios práticos para a saúde.

Mas cuidado com o tipo de açúcar da fruta que você compra, porque algumas opções disponíveis comercialmente têm aditivos, por isso leia os rótulos e opte pelo puro.

O contra é que pode causar problemas estomacais em alguns indivíduos sensíveis.

Açúcar de coco

Açúcar de coco

O açúcar de coco é obtido através da seiva encontrada dentro do coqueiro. Para obtê-lo, é preciso fazer um corte na flor do coqueiro. A seiva líquida recolhida passa por um aquecimento e é desidratada através do calor, o que resulta em cristais, o chamado açúcar de coco.

Este adoçante natural tem um índice glicêmico ligeiramente mais baixo do que outros.

Além disso, contém propriedades antioxidantes e alguns nutrientes como zinco, potássio e ácidos graxos. Prefira o orgânico quando for comprar.

No entanto, deve ser consumido com moderação pois contém frutose que em excesso faz mal, assim como o açúcar convencional.

Você também pode optar por adoçar alguns preparados utilizando frutas ou vegetais ao natural. Um batido, por exemplo, você pode adoçar apenas com banana madura ou tâmaras, ou cenoura e até mesmo beterraba.

No caso das tâmaras, que são ainda mais doces, você pode utilizar para adoçar naturalmente vários pratos.

Prefira sempre adoçantes naturais. Existem vários, mas cada um requer cuidado ao utilizar e com atenção e adaptação a sua saúde. E sempre com moderação.

Cuide-se!


Referências: Artigos escritos por médicos para o site GreenMind e Vida Ativa.pt e adaptados por A Gota.

Sugestão de livro (clique para adquirir o seu exemplar)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s